para encerrar as inscrições do Prêmio IPL- Retratos da Leitura 2019

PROJETO

Status atual: Premiado

Cadastro: (1709-1509-0261)

Projeto: PASSAPORTE PARA O FUTURO

Organização responsável: Fundação Gaucha dos Bancos Sociais / Banco de Livros

Natureza do projeto: Promoção do acesso ao livro (feiras, blogs, sites etc), Criação / aperfeiçoamento de espaços da leitura/bibliotecas, Formação de leitores em geral e de leitores de literatura
Cadastrado em: 09/17
Atualizado em: 15/09/2017

Prêmio IPL
Premiado 2017




O projeto Passaporte para o Futuro monta espaços de leitura dentro das unidades prisionais com o objetivo de dar acesso aos livro e a leitura aos apenados. O resultados são oficinas de leitura e escrita, a publicação de 2 volumes do livro "Vozes de um tempo" sendo que o terceiro será lançado na Feira do Livro de POA/2017, além do aumento de inscrições no ENEM Prisional (PLL) e das notas de Redação e de Linguagens e códigos na pesquisa que realizamos das 3 ultimas edições do ENEM PLL.


Acesso ao Livro e a Literatura com a montagem e doação dos espaços de Leitura; sensibilização dos Agentes Penitenciários, oficinas de leitura e produção textual, publicação de livros escritos somente pelos apenados e pesquisa sobre o impacto nas inscrições e notas do ENEM para pessoas privadas de liberdade (Enem PLL).


Assegurar a todos os indivíduos o acesso à informação e a literatura, visando o pleno desenvolvimento da pessoa e seu preparo para o exercício da cidadania. Específicos: - ofertar aos internos das casas prisionais, obras voltadas ao resgate da auto-estima e da cidadania, propiciando reflexões sobre seu futuro; - promover a vivência da leitura e a descoberta de novos conceitos, experiências e aprendizados; - contribuir, através da literatura com a diminuição do estresse no dia a dia das prisões


O Publico presidiário, historicamente teve seu direito negligenciado pelo poder público, então quando apresentei o projeto sempre foi com a intenção de Assegurar o acesso ao livro a todos os indivíduos, independente de sua condição, histórico ou instrução. Essa população é a que mais possui ociosidade e que precisa ser preparada para quando retornar ao convívio da sociedade. A leitura literária pode, além de propiciar a reflexão alterar o status quo do individuo que está em cumprimento de pena


Principais inspirações ou referências teóricas e práticas



Sensibilização das pessoas para a importância da Leitura; recursos financeiros para livros, construção e confecção de móveis e materiais, falta de profissionais para as oficinas de teatro e leitura.


Em partes. Conseguimos muitas doações de editoras, doação de tintas para mobiliários, doação de resíduos têxteis para tapetes, almofadas e cortinas. Ainda, temos grande dificuldade de pessoal para o reaproveitamento e customização dos móveis que recebemos da sociedade.


São feitas avaliações anuais sobre o projeto como um todo e avalia-se o aumento de solicitações das unidades prisionais ao Banco de Livros de obras para leitura. Também nossos indicadores de aumento de inscritos no ENEM PLL demonstra que os apenados estão se importando mais com a leitura e com a possibilidade de acesso ao Ensino Superior. Ainda, a pesquisa para um trabalho de conclusão de Curso de Pós Graduação sobre a importância dos espaços da leitura para as notas de Redação e afins.


Top Cidadania da ABRH, Projeto destaque pela Câmara Riograndense do Livro e Troféu Açorianos.


http://www.bancossociais.org.br/pt/Noticia/808/Livro-Vozes-de-um-Tempo-sera-lancado-hoje, https://www.youtube.com/watch?v=6qDGwbejiOw, http://www.susepe.rs.gov.br/conteudo.php?cod_conteudo=1966&cod_menu=4





10/01/2011


Sim, o Projeto acontece atualmente


Brasil - Região Sul - RS -







Número de pessoas atendidas


7


0


0


0


0


Realizamos ações de promoção da leitura nas unidades prisionais

Equipe


1


25


5


1


4


30


45



Informe se o projeto conta somente com recursos próprios (100%) e/ou se conta com patrocínios ou outros apoios financeiros. Se possível, informe (entre parênteses) como esses recursos se distribuem percentualmente para custear o projeto


Quais organizações e/ou instituições são parceiras e como apoiam o projeto